03. Pequena história do movimento

 

No ano 1926, celebrou-se em Bierville, perto de Paris, um encontro de jovens pela Paz, reunindo participantes de toda a Europa, principalmente franceses e alemães, sob o desejo de “Guerra nunca mais”.

Neste encontro, participaram o jovem Joseph Folliet, jornalista, poeta, cantautor, licenciado em História e Doutor em Filosofia e Ciências Sociais, Franz Stock, um jovem alemão estudiante de Teologia em Paris e o padre Remilleux, pároco dos bairros sociais miseráveis de Lyon. Desse encontro, surgiu a ideia de formar um grupo de jovens peregrinos católicos baseado na Paz ao estilo de São Francisco de Assis. Nas férias de Páscoa de 1927, após uma caminhada de dois dias, lançaram o desafio de realizar uma peregrinação no Verão, durante uma semana, em Saint-Odile (Alsácia).

Assim nasceram os Companheiros de São Francisco. As caminhadas rapidamente reuniram muitos rapazes franceses e alemães, contribuído o movimento, deste modo, para uma aproximação franco-alemã.

A primeira caminhada reuniu 20 pessoas, e, a partir daí, o movimento cresceu rapidamente. Com o passar dos anos, companheiros de outros países uniram-se ao movimento, jovens mulheres começaram a participar, seguindo-se depois famílias inteiras.

No presente, uma das características e a riqueza do movimento é precisamente esta diversidade. Nas caminhadas, Companheiros de todas as idades, sexos, origens, culturas e nacionalidades caminham juntos. O movimento tornou-se ecuménico e esforça-se por acolher com respeito todas as convicções, incluíndo aquelas dos que, sem pertencer a nenhuma igreja, procuram simplesmente viver uma vida que tenha sentido.

Em Espanha, foi em 1970 que começou a germinar o movimento dos Companheiros através do dominico francês Louis Bourden, que esteve de passagem em Bilbau a caminho de Santiago de Compostela para participar na Caminhada Internacional organizada pelos franceses em Espanha. Reuniram-se em Bilbau quatro espanhóis que seriam os que poriam em marcha a organização deste movimento em Espanha - Jose Antonio Lobo, Ana María Zurro, Laureano Gonzalez e Jesús Ares. A primeira Caminhada Nacional realizou-se entre Haro e San Millán de la Cogolla (La Rioja) em 1972.

Em Portugal, realizaram-se algumas caminhadas nacionais nos anos 90 e organizou-se a Caminhada Internacional de 2000 em Alcobaça.